22 de jan de 2014

PANNA COTTA COM FRUTAS VERMELHAS



PANNA COTTA COM FRUTAS VERMELHAS
Para esta sobremesa fiz uma espécie de 2 em 1: juntei a receita de panna cotta à receita de molho de frutos silvestres. O resultado é que foi ligeiramente diferente do esperado: as natas cozidas misturaram-se com o molho de frutos e, em vez de ter uma panna cotta com fruta por cima, obtive algo que já não é bem uma panna cotta clássica, com fruta por dentro, por fora, por todos os lados... De certa forma, é mais uma prova da versatilidade da panna cotta, e que vale a pena experimentar, por ser diferente do habitual.

Ingredientes (4 pessoas):
Para a panna cotta:
1/2 litro de  creme de leite
3 folhas de gelatina
2 colheres de açúcar
limoncello (licor italiano de limão - pode usar rum como alternativa)
extrato de baunilha (opcional)
sal
raspa de limão

Para o molho de frutas silvestres:
Frutas silvestres congeladas (ou naturais, mas é mais fácil encontrá-los congeladas)
2 paus de canela
1 colher de chá de açúcar
vinho do Porto
folhas de hortelã


Preparação:
Comece por colocar as folhas de gelatina de molho numa taça com água fria. De seguida, prepare o molho de frutos silvestres: coloque  uma boa quantidade de frutos numa pequena  panela. Junte um pouquinho de vinho do Porto, os paus de canela, a hortelã e o açúcar amarelo (o açúcar é opcional). Leve ao fogo  médio, mexendo de vez em quando - à medida que vão fervendo, alguns dos frutos desfazem-se e ajudam a engrossar o molho. Assim que estiver no ponto, retire do fogo e coloque  na forma na qual vai fazer a panna cotta (eu costumo usar uma forma de bolo inglês).

De seguida, coloque em outra panela o creme de leite  e junte as duas colheres de açúcar. Mexa, junte um pouco de sal e a raspa do limão (se desejar, pode colocar também umas gotas de extrato de baunilha). Leve ao fogo baixo  e deixe aquecer, mexendo de vez em quando, mas sem ferver. Nesta altura, retire as folhas de gelatina da água, escorra-as bem e junte-as às creme. Coloque também um pouco (meio cálice, talvez) de limoncello (ou rum, em alternativa). Mexa mais 1 minuto ou 2 e está pronto: coloque  na forma, sobre os frutos silvestres, o que vai fazer com que as natas e o molho se misturem completamente (o que não seria aceitável numa panna cotta normal, mas nesta versão é o efeito desejado).

Deixe esfriar  e coloque na geladeira por no mínimo 3 horas horas (idealmente de um dia para o outro), até solidificar e ficar no ponto certo. Sirva bem gelada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário